Ordem dos fatores

10.11.2008 23:17 - Sem Respostas

“Busquem pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhe serão acrescentadas”  Mateus 6:33

Ansiedade e independência, dois comportamentos que me acompanharam durante a vida. Sou cristã desde à adolescência, mas sempre tive dificuldade de entregar a “parte prática” da vida nas mãos de Deus. Era muito difícil orar, entregar a situação nas mãos de Deus e esperar, e hoje, mesmo trabalhando integralmente como missionária, ainda me pego algumas vezes desobedecendo a Deus neste aspecto.

Quando paro pra pensar sobre isso vejo como este comportamento é bobo, Deus não deseja que seus filhos andem angustiados, ansiosos, dando com a cabeça na parede. A orientação é muito clara e simples: Busquem a mim, não andem ansiosos de coisa alguma, coloquem o relacionamento pessoal comigo em primeiro lugar e as suas demais necessidades serão supridas.  

Isso não quer dizer que vou ganhar o carro do ano e viajarei para o exterior de 6 em 6 meses, mas que as minhas reais necessidades, que ninguém conhece melhor do que o Deus que me criou, serão supridas, é só deixá-lo no controle. Fácil demais, mas a gente gosta de sofrer. 

Nas últimas semanas o “buscai primeiro o reino de Deus” me perseguiu de todas as maneiras, nas minhas devocionais, nas discussões do meu grupo pequeno, nas conversas com as amigas, no boletim da igreja, e percebi que neste caso a ordem dos fatores altera completamente o produto.

Do que adianta falar que Deus é a coisa mais importante da nossa vida, se passamos a maior parte do tempo estressados, trabalhando, bolando estratégias para melhorar a nossa vida e resolver nossos problemas? Quanto tempo temos reservado no nosso dia para ficarmos na presença de Deus? Falar com Ele e escutar o que Ele tem para nos dizer? Permitir que Ele se alegre conosco nas nossas conquistas e nos dê colo nas derrotas?

Temos que buscar o reino de Deus em primeiro lugar de maneira prática, não no plano das idéias. Para mim isso se traduziu em fazer o meu momento devocional, onde leio a Bíblia e converso com Deus, logo de manhã, antes de qualquer outra coisa, e isso mudou a minha atitude e comportamento em relação ao dia, a semana, ao planejamento da agenda.

Ao iniciar o dia em comunhão com Deus, apresentando a Ele os meus medos, os desafios que tenho pela frente, e acima de tudo, agradecendo pelo que Ele já proveu, a perspectiva mudou. Ao ler a Bíblia sou lembrada diariamente que estou aqui na terra para ser um instrumento de Deus na realização da Sua vontade, que Ele me permite trabalhar, mas que não precisa de mim para que o trabalho seja feito e que isso também se aplica a parte prática da minha vida. Não preciso, e nem adianta, ser ansiosa e independente, o máximo que vou conseguir com esta atitude, é uma úlcera.

Te encorajo a mudar a ordem dos fatores na sua vida também, o produto final é maravilhoso.

Coincidências

29.10.2008 17:23 - Sem Respostas

Em julho fui em um evento na IBAB, onde o Pedro do Borel, missionário da JOCUM que trabalha no Morro do Borel -RJ, falou sobre missões.

Eu estava no meio do meu processo decisório sobre ir para a áfrica ou abrir uma empresa ou trabalhar como missionária no Brasil, já bastante propensa a ficar por aqui mesmo. A mensagem do Pedro foi incrível e foi uma parte importante do entendimento sobre a vontade de Deus para minha vida naquele momento.

Durante a mensagem ele disse: Meu amigo, se vc acredita que na sua vida estão acontecendo muitas coincidências, fica esperto, porque para Deus não há coincidências. Aquilo ficou alguns dias martelando na minha cabeça, e no fim daquela semana conheci a Cruzada e o trabalho do Prioridade Associados. Realmente, tudo o que aconteceu na minha vida naqueles meses não foi mera coincidência.

Ontem fui apresentar o ministério em uma empresa, para dois jovens executivos. O contato foi feito através do meu pai, que já trabalhou lá e sabia que eles provavelmente gostariam da proposta e seriam abençoados ao participar desta “aventura” comigo.

A reunião foi incrível e um deles me disse: Não acho que é coincidência, não acho que é coincidência a filha do Elorci ser missionária e vir nos apresentar o seu trabalho justamente neste momento.

É claro que concordei com ele, pois como já disse anteriormente, Deus escreveu todos os dias da nossa vida antes mesmo de nascermos. O único problema, é que somos bobos e nos esquecemos disso a toda a hora. Então, meu amigo, se você acha que neste momento estão acontecendo muitas coincidências na sua vida, sejam boas ou ruins, abra o seu coração para escutar a voz de Deus, e entender qual é a vontade dEle, porque para Deus não existem coincidências, tudo acontece com um propósito.

Salmo 139

27.10.2008 16:19 - Uma Resposta

“Os teus olhos viram o meu embrião; todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir”  Salmo 139:16

Quem me conhece a mais tempo pode estranhar esta história de ser missionária. A verdade, é que se alguém me dissesse a alguns anos que eu viria a ser missionária, provavelmente não acreditaria.

É curioso perceber como Deus trabalha nas nossas vidas nos mínimos detalhes, e prepara com exatidão o momento certo de viver as coisas. Decidir pelo trabalho missionário de tempo integral aos 28 anos é a prova real de que todos os dias da minha vida já haviam sido escritos por Deus antes mesmo deu nascer.

Aceitei a Cristo como meu salvador aos 13 anos, e durante a minha adolescência e início da fase adulta era extremamente ativa nos trabalhos da igreja. Aos 16 anos comecei a me interessar pelo trabalho missionário e senti vontade de trabalhar com isso, mas logo a vontade cedeu e fui viver a minha vida. Fiz uma ótima faculdade, consegui um ótimo emprego, conheci muitas pessoas interessantes fora do ambiente cristão e aquela vontade adolescente de trabalhar com missões foi-se embora.

Mas conforme fui crescendo na minha carreira, alguma coisa começou a parecer fora de lugar. Nunca conseguia estar 100% feliz, sempre estava inquieta. Foi assim que saí do mercado financeiro e fui trabalhar no terceiro setor, procurando um trabalho que estivesse mais próximo das minhas crenças, valores e visão de mundo.

A verdade, é que quando comecei a trabalhar com Projetos Sociais, começou a ficar muito claro para mim que era impossível fazer uma diferença real na sociedade, sem apresentar a Cristo para as pessoas. E no projeto em que atuava não havia espaço para isso.

Foi assim, que no começo deste ano o meu chamado para missões começou a ficar cada vez mais claro, e Deus usou fatos e pessoas para que não houvessem mais dúvidas.

Conheci a Cruzada Estudantil e Profissional para Cristo em julho, e quando fui convidada para trabalhar com o Prioridade Associados , que é o ministério que atua com profissionais, tudo fez sentido. A equipe do projeto estava precisando de alguém com as minhas características, a minha formação e a minha experiência profissional. Ao conhecer mais o projeto e como seria o meu trabalho, entendi o motivo pelo qual vivi os últimos 10 anos da minha vida. Estava sendo preparada para este momento. 

Posso dizer com convicção que estou vivendo o momento mais feliz da minha vida, não há nada melhor do que estar no centro da vontade de Deus. E saber, que se Deus se preocupa com a flores do campo, que hoje nascem e amanhã já estão murchas, quanto mais comigo, que sou filha dEle.

Sei que a minha aventura como missionária está apenas começando, tenho muito que aprender e terei inúmeras dificuldades pelo caminho. Mas ter a certeza de que Deus já escreveu cada dia da minha vida, e que no fim, estarei com Ele desfrutando da Vida Eterna é maravilhoso.

Descobrindo a Missão

21.10.2008 12:08 - Sem Respostas

Como cristã acredito que Deus criou cada um de nós com uma missão única. Que só pode ser descoberta quando estamos em sintonia com Ele, nutrindo um relacionamento pessoal e de “mão dupla”.

Eu estou descobrindo a minha missão aqui na terra, e você? Já sabe qual é a sua?