Ordem dos fatores

“Busquem pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhe serão acrescentadas”  Mateus 6:33

Ansiedade e independência, dois comportamentos que me acompanharam durante a vida. Sou cristã desde à adolescência, mas sempre tive dificuldade de entregar a “parte prática” da vida nas mãos de Deus. Era muito difícil orar, entregar a situação nas mãos de Deus e esperar, e hoje, mesmo trabalhando integralmente como missionária, ainda me pego algumas vezes desobedecendo a Deus neste aspecto.

Quando paro pra pensar sobre isso vejo como este comportamento é bobo, Deus não deseja que seus filhos andem angustiados, ansiosos, dando com a cabeça na parede. A orientação é muito clara e simples: Busquem a mim, não andem ansiosos de coisa alguma, coloquem o relacionamento pessoal comigo em primeiro lugar e as suas demais necessidades serão supridas.  

Isso não quer dizer que vou ganhar o carro do ano e viajarei para o exterior de 6 em 6 meses, mas que as minhas reais necessidades, que ninguém conhece melhor do que o Deus que me criou, serão supridas, é só deixá-lo no controle. Fácil demais, mas a gente gosta de sofrer. 

Nas últimas semanas o “buscai primeiro o reino de Deus” me perseguiu de todas as maneiras, nas minhas devocionais, nas discussões do meu grupo pequeno, nas conversas com as amigas, no boletim da igreja, e percebi que neste caso a ordem dos fatores altera completamente o produto.

Do que adianta falar que Deus é a coisa mais importante da nossa vida, se passamos a maior parte do tempo estressados, trabalhando, bolando estratégias para melhorar a nossa vida e resolver nossos problemas? Quanto tempo temos reservado no nosso dia para ficarmos na presença de Deus? Falar com Ele e escutar o que Ele tem para nos dizer? Permitir que Ele se alegre conosco nas nossas conquistas e nos dê colo nas derrotas?

Temos que buscar o reino de Deus em primeiro lugar de maneira prática, não no plano das idéias. Para mim isso se traduziu em fazer o meu momento devocional, onde leio a Bíblia e converso com Deus, logo de manhã, antes de qualquer outra coisa, e isso mudou a minha atitude e comportamento em relação ao dia, a semana, ao planejamento da agenda.

Ao iniciar o dia em comunhão com Deus, apresentando a Ele os meus medos, os desafios que tenho pela frente, e acima de tudo, agradecendo pelo que Ele já proveu, a perspectiva mudou. Ao ler a Bíblia sou lembrada diariamente que estou aqui na terra para ser um instrumento de Deus na realização da Sua vontade, que Ele me permite trabalhar, mas que não precisa de mim para que o trabalho seja feito e que isso também se aplica a parte prática da minha vida. Não preciso, e nem adianta, ser ansiosa e independente, o máximo que vou conseguir com esta atitude, é uma úlcera.

Te encorajo a mudar a ordem dos fatores na sua vida também, o produto final é maravilhoso.

There are no comments on this post

Leave a Reply